Como enviar e-mail marketing em massa sem fazer SPAM

Como enviar e-mail marketing em massa sem fazer SPAM

Como enviar e-mail marketing em massa sem fazer SPAM

Parte importante de qualquer plano estratégico de marketing, o e-mail marketing é uma ferramenta poderosa e provavelmente a que oferece o diálogo mais eficiente com o seu público. Por outro lado, as chances de cometer alguns deslizes e acabar indo direto para a caixa de SPAM não está descartada. Para não cair nesses erros e aproveitar ao máximo o potencial do disparo de e-mail, siga esses três passos simples e eficazes que preparamos especialmente para você!

Passo 1: monte sua própria lista de e-mail marketing

Evite cair na tentação de comprar uma lista de e-mails pronta. Seria o caminho mais curto e fácil, não restam dúvidas. Mas, também aquele que pode levar suas mensagens mais rapidamente para a caixa de SPAM. Isso porque, ao adquirir esse tipo de material, você não consegue ter ideia do público que a compõe – muito provavelmente, haverá uma grande quantidade de pessoas que não estão nem um pouco interessadas em seu negócio.

O resultado dessa prática baseada em listas compradas tende a ser o inverso do esperado: apesar de oferecer uma base de disparos enorme, a taxa de conversão é muita baixa e sua marca corre o risco de ficar “queimada” com potenciais clientes no futuro. Isso sem contar que você pode entrar numa black list e ficar sem conseguir enviar qualquer tipo de e-mail (por um dia, uma semana ou até um mês!). 

Montar uma lista própria para envio de e-mail marketing demanda mais esforço, porém, há uma assertividade maior nessa estratégia: ao captar os endereços eletrônicos de seus clientes ou pessoas que visitam suas páginas ou redes sociais, se cadastram e autorizam o recebimento de suas dicas, promoções ou comunicados,  você está criando uma base de pessoas que estão interessadas no que você tem a oferecer – mesmo que ainda não tenha adquirido seu produto ou serviço. A intenção pode virar ação, desde que você consiga enviar suas mensagens de maneira adequada, sem ser invasivo. 

Entre as principais estratégias para coleta de e-mail estão a criação de campos de campos de cadastro para recebimento de newsletter e landing pages de captação de dados em troca materiais ricos (como e-books, por exemplo). Outras opções são ações como promoções, sorteios ou oferta de conteúdos exclusivos. Ou seja, conseguir esses dados, que são relevantes para o seu negócio, deve ser uma das premissas de toda sua campanha de marketing. Utilize seu site, blog, perfis em redes sociais e qualquer outra possibilidade de interação com seu público como oportunidade para arrecadar e-mails. 

Passo 2: crie mensagens personalizadas

Se você não quer que seu e-mail marketing vá direto para a caixa de spam, é importante ter uma estratégia específica para o envio das suas mensagens. Isso significa que não adianta só oferecer um produto, serviço ou promoção no corpo do texto. Tudo precisa ser bem pensado, desde o conteúdo do subject até a finalização da mensagem.

Uma das melhores formas de ganhar a atenção do seu público é trazer conteúdos relevantes, que acrescentem algo ou que possam ser apresentados como soluções para problemas que ele pode ter – por isso, partir de uma lista segmentada, dentro da área de atuação do seu negócio, é tão importante para garantir o sucesso das suas campanhas, manter a boa reputação do seu domínio e não manchar a imagem da sua marca. 

Ter uma base de dados própria permite trabalhar com mensagens personalizadas e isso é essencial para criar relacionamento, através de conteúdos relevantes, e chegar ao seu objetivo final: a conversão. Essa base de dados oferece condições para que você envie e-mails específicos a partir da idade, da região onde mora ou área de atuação profissional de seus clientes, por exemplo. 

Outra dica importante: tenha um planejamento prévio das mensagens que pretende enviar através do e-mail marketing. Crie um plano estruturado, partindo dos conteúdos de cada e-mail, e monte uma programação com a quantidade de mensagens que serão disparadas, os dias e horários programados para cada uma e acompanhe os resultados. Com isso, você poderá ter uma visão completa da ação, entender o que está funcionando e o que precisa ser alterado, além de ganhar agilidade para realizar mudanças de rota. 

Passo 3: estimule a interatividade 

Abrir e-mails faz parte da rotina diária da maior parte das pessoas e é fato que ninguém tem tempo a perder neste processo, checando mensagens que não são relevantes. Daí vem a importância de ser atraente já no subject da sua mensagem, ou seja, procure fugir dos chavões como “oferta imperdível” ou “promoção”. A mesma recomendação vale para o conteúdo do seu e-mail marketing: trazer imagens de produtos, com ofertas de preços, costuma não ser o melhor caminho para ganhar a atenção do seu público.

Opte por trabalhar com mais texto do que imagem, mas, não exagere na carga: nem todo mundo vai ter tempo para ler conteúdos densos demais enquanto confere suas mensagens. Fale diretamente com seu público, faça perguntas, sugira algumas respostas e não deixe de incluir links para acesso ao seu site ou às suas páginas de redes sociais. Oferecer acesso a conteúdos exclusivos, descontos em compras ou participação em promoções exclusivamente através do e-mail marketing também é um caminho para estimular a interação com o destinatário. Lembre-se sempre de que seu objetivo é fazer com que esse possível cliente tenha interesse suficiente para ler seu material e, dali, ir até o seu canal de venda. 

E quanto custa tudo isso?

A relação custo-benefício para o envio de e-mail marketing é baixa! Essa é a melhor maneira de programar envios e acompanhar as taxas de conversão de sua estratégia. O trabalho de planejamento das ações, conforme explicado nos passos acima, fica por conta da sua equipe de comunicação e deve fazer parte de uma estratégia maior. O importante é não deixar de avaliar os resultados dos envios, inclusive os pedidos de retirada de lista e apontamentos como spam (sim, o destinatário pode fazer isso se você abusar na quantidade de envios, por exemplo).

Incluir o e-mail marketing como parte importante do seu plano de comunicação agrega um público engajado com seu negócio, aumenta sua credibilidade e tem a chance de criar um reforço bastante positivo da sua marca. Por isso, é importante dedicar um cuidado especial a essa etapa do trabalho de marketing – principalmente se não quiser cair na caixa de spam. 

Quer saber mais? Então, venha conhecer o IAGENTEmail! Você pode tirar todas as suas dúvidas e ainda pedir um teste grátis! Aproveite para seguir nosso blog e ficar por dentro de todas as novidades.

Powered by Rock Convert

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.



Assine nossa newsletter.





Posts mais vistos