O que deve entrar em um relatório de e-mail marketing?

O que deve entrar em um relatório de e-mail marketing?

O que deve entrar em um relatório de e-mail marketing?
Powered by Rock Convert

 

E-mails disparados? Etapas do funil devidamente definidas? Ok. Agora é o momento de avaliar os resultados e aplicar os ajustes necessários. Mas, você sabe quais são as informações relevantes para um bom relatório de e-mail marketing? Neste artigo vamos falar um pouco sobre esse assunto. Vamos juntos?

O que é e para que serve um e-mail marketing?

Você tem um produto ou serviço que precisa levar essa informação ao conhecimento do seu público-alvo. Para isso, você inicia um planejamento estratégico de marketing. Na estratégia traçada você define a necessidade de gerar e fidelizar leads e para isso utiliza o e-mail marketing. O e-mail marketing vai entregar diretamente ao usuário os conteúdos qualificados para ele, pensando no seu momento de compra, ou seja, na sua jornada, do conhecimento à compra propriamente dita.
O papel do e-mail marketing é nutrir um relacionamento de qualidade com esse público.

Quando o usuário é abordado com uma das suas iscas digitais e converte em seu e-mail de contato, torna-se parte da sua base e aí que a nutrição digital começa. Sua empresa pode classificá-lo como: 

  • Lead de topo, meio ou fundo de funil;
  • Recompra
  • Ou como um lead pronto para conversão. 

A partir dessa classificação, a organização tem a oportunidade de enviar-lhe e-mails com conteúdos específicos para cada um dos estágios identificados acima.

Desta forma, o lead avança pelo funil na medida em que é nutrido com os conteúdos, até chegar ao estágio de compra, onde ele é atraído para a conversão e em seguida colocado em uma lista de clientes que serão abordados com conteúdo para recompra.

Por que preciso de um relatório de e-mail marketing?

Agora que você já compreendeu a importância de um bem planejado e-mail marketing para sua estratégia digital, vamos compreender as vantagens de uma boa métrica.

Ao contrário do que muitos pensavam, os e-mails não morreram com o advento das mídias sociais. Na verdade, eles têm se tornado uma arma ainda mais valiosa, se pensarmos principalmente com relação a estratégias de marketing. Afinal, por muitas vezes usuário e prospect vêm diretamente destas mídias para uma landing page, que é a porta de entrada para a captação e cadastro de um e-mail.

O papel dos relatórios de e-mail marketing, neste planejamento, é permitir analisar e compreender de forma clara e objetiva, o resultado obtido com a campanha, através dos relatórios de envio. A máxima de que “nenhum projeto tem eficácia sem a mensuração dos resultados” se aplica neste caso. Somente avaliando os dados pós envio é que você poderá melhorar, ampliar e até mesmo eliminar ações ao longo do  seu planejamento.

Como fazer um relatório de e-mail marketing?

É fundamental e, de extrema importância, que você avalie não só os resultados positivos de sua campanha mas sim, também, os possíveis resultados negativos. Resultados positivos merecem ser ampliados, reforçados e repetidos, enquanto os resultados negativos, exigem uma revisão pois, pode ser que a estratégia utilizada, não esteja bem alinhada.

Métricas positivas

Elas podem contemplar alta taxa de aberturas e cliques,. Ao mesmo tempo, pode-se extrair, através dos relatórios, não só a informação dos leads que mais se interessaram em sua campanha e sim, qual o melhor dia da semana e horário para os envios de suas news. Teste A/B para validação de linguagem (mais descontraída ou mais séria), estilo de mensagem (só texto ou texto com imagem), design (logomarca no topo ou no rodapé) e CTA (texto simples ou botão colorido) são outros exemplos de métricas positivas a serem avaliadas.

Mas vamos elencar as principais métricas positivas dentro de um relatório de e-mail marketing:

  • E-mails entregues

Importante salientar que, uma coisa é quantidade de envios de e-mails … outra coisa é quantidade de e-mails entregues … e outra, bem diferente destes últimos dois pontos, é a quantidade de contatos que abriram este seu disparo, tranquilo? Por isso, faz todo sentido comparar estes números e validar os principais motivos que fizeram com que suas mensagens não puderam ser entregues ao destinatário. As causas são muitas:

  • Lista de contatos muito antiga (sim, as pessoas mudam de empresa e, consequentemente, de endereço de email);
  • E-mails cadastrados com erro de digitação mesmo;
  • Firewall ou Servidor de e-mail muito rígido;

emails-entregues

 

  • Taxa de abertura

Parece meio óbvio porém, diferentemente de como muitas pessoas acham, a taxa de abertura é calculada tendo como base a quantidade de e-mails que foram entregues e não em relação aos contatos que enviados. No caso do IAGENTEmail, não é diferente. A plataforma apresenta, em formato de gráfico , o percentual de abertura de seus envios. Essa é uma das principais e mais famosas métricas das plataformas de e-mail marketing pois, é a partir do consumo dos conteúdos, que a validação de uma campanha pode ter sucesso e continuidade.

Para que esta ação seja considerada eficaz, esse percentual deve ser superior a 15%.
taxa-de-abertura

  • Taxa de cliques

Ela se refere ao percentual de usuários que clicaram nos links, colocados estrategicamente na arte de seu e-mail marketing. É através dos links, que seus prospects dão continuidade ao que você desenhou em sua campanha. Aumentar o número de cliques em sua newsletter, pode significar que seu prospect está interessado sobre o conteúdo do e-mail enviado.

Considera-se uma taxa aceitável a boa, quando ela supera os 2%.
Mesmo assim, é importante avaliar o segmento escolhido e a abordagem pré-definida.
taxa-de-cliques

  • Conversões

Trata-se do resultado tão esperado e o mais importante dentro de uma campanha de marketing digital. Afinal, indica quantas pessoas chegaram à última etapa do funil de vendas e atingiram o objetivo desenhado e definido em sua campanha.

A filtragem dos resultados no relatório de e-mail marketing pode ser ainda mais segmentada, como a mudança de leads convertidos para leads qualificados – verdadeiros promotores da sua marca – a simples conversão de leads, ou as vendas de modo geral, separando produtos e/ou serviços oferecidos.

Métricas negativas

Ninguém gosta de analisar e observar os pontos negativos de sua campanha, mas, em um relatório de e-mail marketing, elas auxiliam o gestor a melhorar a campanha, obtendo assim resultados mais eficazes.

  1. Taxa de rejeição 

Representa a porcentagem de e-mails que foram rejeitados pelo servidor do usuário.
Existem dois tipos de taxas de rejeição: a rejeição temporária (também conhecida como softbounce) que tem relação com caixas de entradas lotadas ou um servidor fora do ar, por exemplo. E a rejeição permanente (ou hardbounce), causada por um e-mail inexistente, e-mail com erro, bloqueio por infringir os termos ou ser considerado SPAM, por exemplo. O ideal é que a taxa fique abaixo de 3%.

  • SPAM

O SPAM pode te render uma grande dor de cabeça pois, quando um usuário marca seu conteúdo como indesejado ou abusivo (SPAM), tanto a reputação de seu domínio quanto do IP utilizado para enviar suas newsletters, cai de forma tão drástica que suas futuras campanhas serão extremamente prejudicadas.
O ideal é que, ao planejar um e-mail marketing, você pense cuidadosamente na arte  de seus templates, na linguagem a ser utilizada e claro, na permissividade dos contatos de sua lista de contatos. Só assim, para que o lead não se sinta invadido por um conteúdo dispensável para ele. Criar uma comunicação amigável e atraente com os leads é uma boa prática.

  1. Descadastrados

Muitos são os motivos que levam um usuário a se descadastrar de uma lista de e-mail. Conteúdo irrelevante, número muito alto de e-mails recebido, entre outros. Mas é preciso ficar de olho nesta taxa dentro do seu relatório de e-mail marketing, pois eles podem apontar a necessidade de reformular do seu planejamento.


Um bom
relatório de e-mail marketing precisa ser completo de forma a fazer com que você possa retirar dali insights para sua estratégia. 

Gostou desse conteúdo?

Então não deixe de conferir nossos outros artigos, para melhorar ainda mais seu planejamento e ampliar as possibilidades da sua marca no marketing digital.

Ficou alguma dúvida?

Deixe nos comentários que vamos buscar te ajudar da melhor maneira possível. Aposto que dentro do nosso site tem um artigo que vai fazer toda a diferença para você!

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.



Assine nossa newsletter.





Posts mais vistos