6 Dicas de como converter leads em clientes

6 Dicas de como converter leads em clientes

6 Dicas de como converter leads em clientes

Vamos ao início, se você tem uma empresa deve saber que mais do que manter os clientes, é necessário prospectar. Todo cliente já foi um lead para sua empresa, isto é uma tarefa fácil de entender. A tarefa difícil é saber como conquistá-los. 

O processo de prospecção é algo que começa desde o primeiro contato do usuário com a marca, até finalmente realizar a compra. Caso você esteja com dúvidas sobre esse processo, não tem problema, estamos aqui para ajudar. Hoje, o blog da IAGENTE traz dicas (valiosas) para você converter leads em clientes. Boa leitura! 🙂 

 

Afinal, como converter leads em clientes?

Existem pontos importantes para cada negócio, o maior deles é o cliente. Afinal, é o cliente que compra os seus produtos, logo é ele que traz lucro ao seu negócio. Porém, até virar um cliente, é percorrido um longo caminho de contato e conhecimento com a sua marca. Isto até os leads virarem finalmente clientes (e é isso que queremos, não é mesmo?).

Pode parecer óbvio, mas toda venda começa pela captura de um lead. “Mas como assim?” Basicamente, leads são potenciais clientes que realizam o primeiro contato com a sua empresa. Esse contato é feito por meio de redes sociais, blogs, entre outras ferramentas de divulgação. Quando eles estabelecem contato por esses meios, deixam de se tornar usuários e se tornam leads. Isso ocorre quando por algum meio ele disponibiliza suas informações pessoais. Todo e qualquer lead é uma oportunidade de venda. Agora, se realmente será efetiva cabe a você! Para facilitar o processo, explicamos melhor nas dicas abaixo: 

 

1- Conheça as personas 

Bom, você tem uma lista de e-mails. Para chegar até ela, o lead preencheu um formulário, certo? Se você analisar bem, irá descobrir informações importantes como: idade, gênero, escolaridade, renda, endereço, entre outras questões. É fundamental conhecer sua persona para saber os produtos e conteúdos que serão enviados. 

Por exemplo, se você possui uma pet shop e quer vender ração para cachorros, não deve enviar emails para quem tem gatos, e por aí em diante. Afinal, é a partir das personas que as estratégias serão elaboradas e onde você pode conhecer melhor os seus futuros clientes. 

 

2 – Auxilie na efetivação da compra

Após entrar para a sua lista de contatos, o lead poderá virar um possível cliente. Isso irá ocorrer se, claro, ele for bem conduzido pelo funil de vendas. No final, o caminho vai levar até onde você quer que ele chegue, a efetiva compra. Mas como chegar até isso? Simples, ofereça conteúdos relevantes, chame a atenção do cliente para que conheça mais e melhor a sua empresa. 

 

3 – Defina um fluxo de e-mails

Agora que você conhece suas personas e oferece conteúdos relevantes pode pensar que está tudo completo, mas não está. De nada adianta enviar um e-mail com um conteúdo relevante se ele ocorrer uma vez na vida. Ou pior, a todo momento! Tenha um fluxo de envio alinhado, saiba a hora certa de enviar. Até porque, não é necessário que o cliente fique com a caixa de entrada lotada de informações irrelevantes. No fim, sua empresa será vista como irritante, ou pode piorar, seus e-mails podem cair direto na lixeira! 🙁

 

4 – Elabore uma CTA excelente!

Bom, você já conseguiu que o e-mail chegue a caixa de entrada do cliente. Conquistou a atenção dele pelo assunto, alinhou isso a um bom conteúdo. Porém, no final não guia o cliente para uma efetiva ação. Bom, nesse caso nem preciso comentar que a sua campanha falhou. Não adianta pensar em tudo se a sua Call- to- Action não é minimamente excelente. Elabore uma CTA chamativa, objetiva, curta e direta. Escolha cores que atraiam a atenção do cliente. Faça com que ele realize a ação que você planejou.

 

5 – Saiba que Leads não são apenas vendas

Seus leads não são só uma venda e não devem ser tratados somente como tal. Claro, é importante vender, mas mais ainda, saber fidelizar. Proponha abordagens específicas, afinal, cada lead é único com seus gostos e escolhas. Quanto mais voltado o conteúdo para o interesse do lead, melhor e mais elaborado irá parecer, consequentemente o lead irá se sentir importante para a sua empresa. 

 

6 – Saiba medir os resultados

Um erro que não pode (e nem deve) ser cometido é o de não medir os resultados. Desde o gasto com a campanha, até o retorno do investimento. É necessário realizar esse acompanhamento para notar o que valeu a pena, o que atingiu mais sua lista, o que funcionou ou não. Enfim, tudo isso e mais você irá descobrir medindo os resultados.

 

Caso você tenha ficado com alguma dúvida, temos em nosso blog inúmeros posts sobre o assunto. Aproveite e baixe nosso e-book sobre os primeiros passos do email marketing!

 

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.



Assine nossa newsletter.





Posts mais vistos


  • Ebook: comunicação por sms