AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação): como funciona esse método no comportamento do consumidor

AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação): como funciona esse método no comportamento do consumidor

AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação): como funciona esse método no comportamento do consumidor

Já ouviu falar na sigla AIDA? Esse é um método bastante utilizado em marketing e vendas, para compreender o público de interesse e guiá-lo até a conversão, na jornada de compra.

AIDA: entenda o conceito

O modelo toma como base a jornada de compra, e a palavra AIDA é um acrônimo para “Atenção, Interesse, Desejo e Ação”. Sendo assim, o termo faz referência às etapas pelas quais um consumidor normalmente passa, desde o primeiro contato com a sua marca, até a tomada de decisão sobre fazer ou não a compra.

Cada uma dessas etapas deve ser considerada não somente na construção de conteúdo para o público, mas também na forma como esse conteúdo é apresentado. Utilizando bem esse método é possível potencializar as estratégias para uma maior taxa de conversão.

O que é preciso para colocar o método em prática

Para aplicar o método AIDA é necessário ter um conhecimento profundo sobre o consumidor. Você sabe como o seu público pensa? Quais os seus maiores desejos? E o que o faz tomar uma decisão de compra?

Caso você não saiba como responder a essas perguntas, talvez seja hora de rever as características da sua persona. Assim que terminar de ler este artigo, reúna a sua equipe de marketing para refletir sobre tudo o que vocês sabem sobre o seu “cliente ideal” — se necessário, procurem saber ainda mais, por meio de pesquisas — e encontrar as respostas para esses questionamentos.

Esse conhecimento permite entender melhor como é possível conduzir a persona pelas etapas do AIDA através do funil de vendas. Tendo isso em mente, vamos passar adiante e entender como funciona cada etapa.

Atenção

O modelo AIDA dita que o primeiro passo rumo à venda é atrair a atenção do consumidor. Afinal, como ele pode perceber que aquilo que a sua empresa oferece tem valor, se ele não tiver conhecimento dessa oferta, ou pior, da empresa em si?

A fase de atenção é o momento em que você mostra para a persona que a sua empresa existe, criando visibilidade. Ao trabalhar com Google Ads, por exemplo, garanta que seus anúncios estarão nos conteúdos que ela consome, e destaque-se através de um impacto visual.

Já em relação ao site de sua empresa, landing pages de seus produtos e serviços ou posts no seu blog, utilize técnicas de SEO para ganhar notoriedade e claro, para ficar bem posicionado nos resultados de busca.

A velocidade de carregamento do seu site também impacta essa fase. Os usuários se dispersam rapidamente quando uma página que ele tenta visitar demora a carregar. Sem contar que o sistema de ranqueamento em mecanismos de busca também prioriza páginas com carregamento rápido.

Uma vez que a persona acessa uma página, a parte gráfica também deve fazer seu trabalho, com cores e posicionamentos que direcionam seu olhar para os elementos mais importantes.

Interesse

Após atrair a atenção da sua persona, é preciso conquistar o seu interesse, fazê-la querer continuar absorvendo e escutando o que você tem a dizer e ofertar. E a melhor forma de fazer isso é dizendo algo que seja relevante para ela, como a solução para um problema que ela venha enfrentando.

Quando os conteúdos da sua página se mostram úteis, valiosos e confiáveis para os seus visitantes, eles se sentem motivados a continuar a consumi-los. Para conseguir isso, utilize argumentos válidos, informações e dados seguros.

O apelo à curiosidade também é uma ótima forma de manter o usuário engajado. Uma introdução instigante é capaz de fazer isso.

Recursos de design também podem interferir no interesse das pessoas. Colocar em destaque no título, subtítulo ou ao longo do texto a palavra-chave que as levou até seu site é uma forma de confirmar que aquele assunto é relevante para elas.

Destacar trechos importantes ao longo do conteúdo pode causar o mesmo efeito. Por melhor e mais bem redigido que o conteúdo por si só possa ser, detalhes como esses fazem toda diferença para manter o visitante interessado.

Desejo

A terceira etapa do método AIDA é o momento de despertar o desejo do consumidor por aquilo que a sua empresa tem a oferecer. Diferentemente das fases anteriores, que buscam um efeito imediato sobre o visitante, aqui é preciso valer-se do poder do convencimento num processo mais gradativo.

Muitas vezes o estágio de desejo indica que a persona já está no meio do funil de vendas, o que significa que agora pode ser pertinente falar também sobre a marca e seu produto ou serviço. Com isso, ela poderá verificar se a empresa oferta algo que ela realmente deseja ou precisa.

Elementos muito úteis nesta etapa são tutoriais, depoimentos de clientes, cases de sucesso, ícones exibindo o número de compartilhamentos daquele conteúdo e qualquer outro recurso que atribua confiabilidade à oferta.

Ação

A última etapa do método AIDA consiste em converter o desejo do consumidor em uma ação que, ao contrário do que pode parecer a princípio, trata-se simplesmente de fazer a compra acontecer de imediato. Pode se referir também a conduzir a algo que levará o usuário um pouco adiante no funil para posteriormente se tornar um cliente. Isso vai depender da fase do funil de vendas que você está trabalhando e do material que está divulgando.

Por exemplo, uma ação pode ser acessar um conteúdo específico no seu blog ou se converter em lead ao preencher um formulário para acessar um e-book. Lembre-se de que o papel do marketing é guiar o usuário através do funil de vendas até que ele eventualmente tome a decisão de compra ou cadastro.

O CTA tem papel primordial nessa etapa. Por isso ele deve ser simples e bem posicionado na página ou mensagem, para facilitar a tomada de decisão do visitante. Algumas possibilidades eficientes de incentivar a ação são oferecer testes gratuitos, descontos exclusivos e criar um senso de urgência.

Quando bem aplicado ao perfil da sua persona, o modelo AIDA pode trazer excelentes resultados para a sua estratégia.

E você, já conhecia esse método? Já aplica em seus conteúdos? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário logo abaixo.

Powered by Rock Convert

Junte-se aos nossos assinantes.

Receba as notícias do nosso blog, quentinhas, direto do forno.



Assine nossa newsletter.





Posts mais vistos